Música

Sinto uma leveza ao viajar de trem agora. Ainda costumo ouvir mantras e músicas que alegram meu coração. Por vezes, o Sol parece embarcar também e preencher o vagão com luminosidade, suavizando o ar, aquecendo as pessoas e tudo se torna familiar. Observo que pessoas com aparentes desequilíbrios parecem querer se acomodar perto de mim,…

O Anjo e a Semente

A experiência no trem, o dourado no céu, as pessoas, a infinita diversidade ainda reverberavam leves e sutis em meu coração, em cada célula de meu corpo, e ampliavam as planícies dentro de mim, alumiando o solo numa sensação de me expandir num horizonte luminoso de possibilidades. Foi então que, num bater de asas, conheci…

A Luz Dourada

Mais uma vez eu embarcava no trem, era daqueles antigos, com ventiladores no teto sempre a dar o tom à rotina das pessoas, suas conversas, suas inquietações, seus silêncios. Sentei-me à janela que algum passageiro anterior havia aberto o suficiente a convidar o ar primaveril a viajar. Então, lembrei de uns mantras que havia guardado…

Um Presente em um Quase Natal

Um passageiro colocou-se de pé, ajeitando-se para desembarcar, e foi um alívio poder sentar naquele trem de bancos rijos, cor de laranja, cortando o ar escaldante naquela meia-tarde, daquele dia, daquele quase verão. Finalmente poder fechar os olhos e deixar-me embalar pelos movimentos compassados, arriscando acordes talvez ou, quem sabe, sonhasse premonições. Infindáveis estações —…