No Interlúdio de um Verão

Caminho sobre a linha das ondas onde crianças sentaram apreensivas em seus primeiros banhos de mar. Maçaricos divertidos, garças brancas e destemidos biguás me alegram com sua companhia. Uma onda inesperada parece brincar comigo, banhando minhas pernas nas águas mornas das tardes de verão. Um falcão pousa por um breve instante à sombra de uma…

Com a maré da manhã surgiu no céu uma lua. De lá desceu e fitou-me. Como o falcão que arrebata o pássaro, Essa lua agarrou-me e cruzou o céu. Quando olhei para mim, já não me vi: Naquela lua meu corpo se tornara, Por graça, sutil como a alma. Viajei então em estado de alma…

Há mulheres que trazem o mar nos olhos Não pela cor Mas pela vastidão da alma E trazem a poesia nos dedos e nos sorrisos Ficam para além do tempo Como se a maré nunca as levasse Da praia onde foram felizes Há mulheres que trazem o mar nos olhos pela grandeza da imensidão da…

Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim. A tua beleza aumenta quando estamos sós E tão fundo intimamente a tua voz Segue o mais secreto bailar do meu sonho Que momentos há em que eu suponho Seres um milagre criado só para mim. "Mar Sonoro", Sophia de Mello Breyner Andersen

Caminante son tus huellas el camino, y nada más; caminante, no hay camino, se hace camino al andar. Al andar se hace camino, y al volver la vista atrás se ve la senda que nunca se ha de volver a pisar. Caminante no hay camino sino estelas en la mar. "Caminante no hay camino", de…