Pelos Jardins de Gaia

Certo dia, saí a caminhar pelas ruas da cidade. A vida parecia se espreguiçar naquela tarde ensolarada. Seguia já distante de casa, quando ouvi uma algazarra de crianças ao longe. O alvoroço aumentava à medida que me aproximava do pátio de um jardim de infância. Crianças gritavam enquanto se moviam freneticamente, em um incessante subir…

Névoa

A lembrança de uma caminhada no Cânion de Itaimbezinho me despertou esta manhã. Naquela ocasião, havia uma névoa silenciosa que ia e vinha com a brisa, cobrindo a paisagem com um véu delicado. Em meu coração, sinto que era Mãe Gaia se vestindo com um branco sutil para nos convidar gentilmente a remover os véus…

O Pequeno Lago

Dias atrás, participei de uma vivência online, guiada por Carrie Asuncion, na qual tive uma visualização que ainda permanece viva em mim. Meu desejo, então, era receber uma orientação sobre como fluir no mundo, junto com as pessoas. Eis a visualização: “Estava em uma floresta verdejante, numa pequena clareira onde uma nascente dava origem a…

Música

Sinto uma leveza ao viajar de trem agora. Ainda costumo ouvir mantras e músicas que alegram meu coração. Por vezes, o Sol parece embarcar também e preencher o vagão com luminosidade, suavizando o ar, aquecendo as pessoas e tudo se torna familiar. Observo que pessoas com aparentes desequilíbrios parecem querer se acomodar perto de mim,…

O Anjo e a Semente

A experiência no trem, o dourado no céu, as pessoas, a infinita diversidade ainda reverberavam leves e sutis em meu coração, em cada célula de meu corpo, e ampliavam as planícies dentro de mim, alumiando o solo numa sensação de me expandir num horizonte luminoso de possibilidades. Foi então que, num bater de asas, conheci…

Madrepérola

Contemplava as estrelas que ainda cintilavam aqui e ali, brincando no amanhecer de um delicado despertar, e, em meio a seu brilho, havia o azul, o azul profundo, o azul da quietude do mar, em mim. E, deste mar interior que ora contemplava, emergiu uma imagem, uma numinosa forma abstrata, centrada em si mesma, que,…

O Despertar – Parte 3

MÃE GAIA Deus em Gaia se fez Ser, e mãe e bebê existem neste mistério, presentes em Gaia como parte deste grande Ser. Moldados a partir de seus elementos, nutrindo-se em sua exuberância e generosidade, entrelaçados a ela, resplandecem no todo aquilo que vivem e são a cada instante. A celebração da vida, o riso…

O Despertar – Parte 2

O CORTE Nascer, dar-se à luz, e numa espiral anímica o bebê faz-se consciência. Nessa dança sincronística envolta em mistério, a mulher abre-se ao movimento em seu íntimo ao dar à luz, ao realizar-se em criação e ser mãe. Nascer é separar-se e o gesto que o define é agora consciente, voluntário e altruísta —…

O Despertar – Parte 1

O OLHAR Uma centelha, uma pequenina centelha acende-se na energia do encontro, feminino e masculino em completude, em unidade, e Deus em Gaia celebra a nova vida. Terra e estrelas concebem o pequenino corpo que abriga a Luz em si. A mulher acolhe e nutre o mistério, numinosidade moldada, acalentada por mãos universais. E no…

A Física e as Madonas

Uma alma estradeira pode acabar levando a gente por caminhos inesperados. Tudo começou quando decidi explorar aquelas trilhas instigantes — uma história um tanto cabeça, diga-se de passagem — da Física Unificada. Pois não demorou e os contornos masculinos dessas trilhas foram delineando uma aproximação, um aperto de mãos subitamente radiante dos pais em mim.…