Pelos Jardins de Gaia

Certo dia, saí a caminhar pelas ruas da cidade. A vida parecia se espreguiçar naquela tarde ensolarada. Seguia já distante de casa, quando ouvi uma algazarra de crianças ao longe. O alvoroço aumentava à medida que me aproximava do pátio de um jardim de infância. Crianças gritavam enquanto se moviam freneticamente, em um incessante subir…

No Interlúdio de um Verão

Caminho sobre a linha das ondas onde crianças sentaram apreensivas em seus primeiros banhos de mar. Maçaricos divertidos, garças brancas e destemidos biguás me alegram com sua companhia. Uma onda inesperada parece brincar comigo, banhando minhas pernas nas águas mornas das tardes de verão. Um falcão pousa por um breve instante à sombra de uma…

Há Muros que se Chamam Amor

Há muros que separam, constrangem, delineiam divisas e limites, mas há também aqueles, com a altura de nosso peito, que convidam a uma boa conversa, entremeada de risos fartos ou, por vezes, lamentos tristes também. Foram em conversas assim, junto ao muro que margeia o prédio onde resido e a casa de meus vizinhos, que…

Impressões sobre Amor e Consciência

Um pinheiro cresce solitário na escarpa de uma alta montanha. Um silêncio inesperado arrebata o seio de uma floresta. Aves planam graciosamente, deixando-se levar pelas correntes de um ar que ascende. Um rochedo imperturbável guarda as marés à beira de um mar. Há luz, há consciência em todas as formas criadas — vida é consciência…

Meu Pequeno Mestre Chamado Nautilus

Tudo me pareceu vago quando aquela imagem espiralada formou-se timidamente nos meus olhos durante o processo guiado por Devorah Spilman. “Parece o Nautilus”, pensei. E era mesmo, a sua concha. E essa pequena criatura dos mares tornou-se uma companhia amiga desde então, espreitando minha mente, me convidando a refletir, ansiando por luz. Quando repouso em…

No Que Acredito

Sinceramente, eu acredito que estamos aqui para lembrar quem nós verdadeiramente somos. Viver, para mim, não é um processo de cura, mas um processo de relembrança. Acostumamo-nos a usar a palavra “cura” tão profusamente porque esquecemos a essência do simples viver, do simples ser. Eu acredito que estes são tempos para lembrar que nossa alma…

Madrepérola

Contemplava as estrelas que ainda cintilavam aqui e ali, brincando no amanhecer de um delicado despertar, e, em meio a seu brilho, havia o azul, o azul profundo, o azul da quietude do mar, em mim. E, deste mar interior que ora contemplava, emergiu uma imagem, uma numinosa forma abstrata, centrada em si mesma, que,…

O Despertar – Parte 3

MÃE GAIA Deus em Gaia se fez Ser, e mãe e bebê existem neste mistério, presentes em Gaia como parte deste grande Ser. Moldados a partir de seus elementos, nutrindo-se em sua exuberância e generosidade, entrelaçados a ela, resplandecem no todo aquilo que vivem e são a cada instante. A celebração da vida, o riso…