Um único raio de luz de uma estrela distante caindo sobre os olhos de um tirano em tempos passados ​​pode ter alterado o curso de sua vida, pode ter mudado o destino das nações, pode ter transformado a superfície do globo, tão intrincados, tão inconcebivelmente complexos são os processos da Natureza. De maneira alguma podemos…

Memória Bailarina

Talvez a idade tenha relação com o que vou escrever, e sendo assim, acompanhando essa nova perspectiva, há pouco tempo percebi um deslocamento em meu olhar. Comecei a sentir um contentamento sempre que me voltava para trás. Normalmente acontecia em momentos difíceis, desses quando a gente não sabe muito bem como sair ou ficar. Então,…

Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim. A tua beleza aumenta quando estamos sós E tão fundo intimamente a tua voz Segue o mais secreto bailar do meu sonho Que momentos há em que eu suponho Seres um milagre criado só para mim. "Mar Sonoro", Sophia de Mello Breyner Andersen

Uma Pandorga

Uma pandorga. Uma simples pandorga. Talvez eu aprenda a fazer uma pandorga. Talvez eu aprenda com uma criança a fazer uma pandorga. Talvez a gente desenhe e pinte na pandorga o que só ela e os passarinhos vêem lá de cima, lá do céu. Talvez a gente escreva um pedido ou um desejo, uma esperança,…

No mistério Sem-Fim equilibra-se um planeta. E, no planeta, um jardim, e, no jardim, um canteiro; no canteiro, uma violeta, e, sobre ela, um dia inteiro, entre o planeta e o Sem-Fim, a asa de uma borboleta. "No Mistério do Sem-Fim", Cecília Meireles

Um Presente em um Quase Natal

Um passageiro colocou-se de pé, ajeitando-se para desembarcar, e foi um alívio poder sentar naquele trem de bancos rijos, cor de laranja, cortando o ar escaldante naquela meia-tarde, daquele dia, daquele quase verão. Finalmente poder fechar os olhos e deixar-me embalar pelos movimentos compassados, arriscando acordes talvez ou, quem sabe, sonhasse premonições. Infindáveis estações —…

Escuto mas não sei Se o que oiço é silêncio Ou deus Escuto sem saber se estou ouvindo O ressoar das planícies do vazio Ou a consciência atenta Que nos confins do universo Me decifra e fita Apenas sei que caminho como quem É olhado amado e conhecido E por isso em cada gesto ponho…

A História do Viajante Aprendiz

Aguardava, observando os rostos das pessoas na fila, que aguardavam o embarque, o motor do ônibus ligado, aguardando o motorista, que aguardava, enfim... partir. E nesse momento meio em suspensão, ouvi uma voz gentil, mas um pouco cansada: "Licença..." Voltei-me e um senhor, um tanto curvado, talvez pela vida, mas também para se acomodar ao…

Caminante son tus huellas el camino, y nada más; caminante, no hay camino, se hace camino al andar. Al andar se hace camino, y al volver la vista atrás se ve la senda que nunca se ha de volver a pisar. Caminante no hay camino sino estelas en la mar. "Caminante no hay camino", de…